quinta-feira, 9 de julho de 2015

Contrastes do Egito Moderno


O Egito e seus mistérios. A terra dos faraós, das pirâmides, das múmias e dos grandes tesouros da Antigüidade. Pesquisadores e caçadores de tesouros até hoje acreditam que este é um pais que ainda tem muito a revelar.
Existem, ainda, resquícios muito fortes do passado, como templos, o rio Nilo, a represa do Assuã, as pirâmides, Alexandria, o deserto e quem sabe as paisagens.


T

em sua importância estratégica: situado no extremo nordeste da África.


Depende totalmente do rio Nilo, que nasce nos lagos africanos e seu destino final é o mar Mediterrâneo.
Pode-se fazer um cruzeiro em navios confortáveis, visitando templos, monumentos e cidades.



A paisagem foi sim modificada. Em Assuã, com a construção da represa, ao sul da cidade de Aswan, na fronteira com o Sudão e também o recorte do próprio rio Nilo, com outras construções. Mas continua navegável.



Faz-se passeios de camelo. Compras no mercado Kan El Khalili. Vai-se a um oásis no deserto, onde está o Lago Moria-El, ou Moria; ao Monte Sinai, onde Moisés recebeu os Dez Mandamentos, para apreciar a beleza do nascer do Sol, citado por Moisés na Bíblia.



A península do Sinai é um deserto muito rico em minérios e petróleo.
Vai-se ao Mosteiro de Santa Catarina, a menor diocese do mundo e mosteiro cristão mais antigo do mundo.




Trens subterrâneos, arranha-céus, hotéis 5 estrelas, porto: o famoso porto de Alexandria e sua biblioteca, que serão reinaugurados.


Cairo, ou Al Qahira, é uma metrópole fervilhante e como todas capitais, convive também com o luxo e a pobreza.
Está situada ao longo do rio Nilo, há poucos milhares do seu delta.
Comparada à história do Egito, Cairo é praticamente nova. Foi vitoriosa por centenas de anos e capital de poderosas dinastias muçulmanas. Na Cidade dos Mortos está o cemitério, ainda, da Idade Média, e as pessoas tornaram-no sua residência, possuindo o suficiente para sobreviverem.



No Cairo está o bairro Copta, onde se encontra a igreja de São Sérgio, construída sobre a gruta onde se refugiou a Família Sagrada perseguida por Heródoto.
No museu do Egito estão as relíquias seculares encontradas em sítios arqueológicos e as que foram salvas da inundação das construções feitas em torno do rio Nilo.


No bairro de Salah El Din Citadel encontra-se a mesquita de Muhamed, onde está o túmulo de Muhamed Ali.
Oriundos das imgersas mesquitas, os cânticos e orações do Islã acompanham os que estão ali próximos.



Em Memphis, capital do antigo Egito, está a estátua de Ramsés II, o alabastro em forma de esfinge; em Sakkarah está a primeira pirâmide contruída a pedido do faraó Zozer; encomendou-o a Imhotep, arquiteto, grande sacerdote e ilustre médico. Os gregos o imortalizariam com o nome de Esculápio.



O rio Nilo ainda navegável possibilita passeios turísticos, proporcionando visitas à ilha de Philae, sagrada para os antigos egípcios e uma exuberante vegetação o separa do deserto.



Era domínio exclusivo da deusa Isis, deusa da Vida, que fez renascer seu grande amor, Osíris, assassinado e esquartejado pelo próprio irmão Seth, que espalhou os restos mortais pelo Egito. Devido à construção, o templo foi desmontado e remontado a 150 m acima da construção original.



Em Luxor, antiga Tebas, estão o Vale dos Reis, Vale dos Nobres, Colossos de Memnom, Deir El Bahari, Templo da rainha Hatchespsour e Mediner Habu; o Templo de Dendera dedicado a Hathor, a deusa do Amor; o Templo de Abydos, consagrado ao deus Osíris, que no passado, todos os egípcios deveriam fazer uma peregrinação, pelo menos uma vez na vida; o Templo de Karnak com suas fileiras de esfinges e colunas monumentais; Templo de Luxor com seu famoso obelisco e finalmente ao Museu de Luxor.



No Vale dos Reis foram sepultados Ramsés IX, Seth I, Tutamkamon, Ramsés VII, Ramsés II, Amnófis II, Ramsés I, Tutmosis II e a rainha Hatshepsut, os quais foram saqueados, mas conservam a magnitude arquitetônica e suas pinturas originais.



Sharm El Sheik, à beira do Mar Vermelho, um local para férias, requintado, paraíso para mergulhadores, onde mar e deserto se encontram.



El Fayoun é um oásis no deserto, onde está o Lago Moeris, ou Moria, de água salgada.

fonte: http://criptopage.caixapreta.org/secao/egito/egito_moderno.htm

Postagens Populares desta Semana